O comprimido milagroso - Parte 3


Mais um se passou! Fui a San Pedro de Lloc, norte do Perú, a visitar uma família de amigos. Viajei bem e feliz porque a menstruação não tinha vindo durante a viagem e mais feliz porque não tinha sentido cólicas! Tinha meu comprimido à mão caso fosse preciso. Era sábado, fui à igreja com meus amigos normalmente, o clima era levemente frio, agradável. Voltamos pra casa tranquilamente.

Durante o almoço... ui... cólica! Como era suave, terminei de almoçar, e esqueci da bendita. Sentamos no sofá para conversar e "bum" meu útero colapsou, como pude tentei tomar o comprimido. Teria que esperar 20 minutos e o efeito de alívio viria, mas como esperar 20 minutos se o útero estava se contorcendo. Eu sentia que a única coisa que resolvia era gritar, todos da casa estavam atônitos com o que estava acontecendo.

O filhinho dos meus amigos chorava de medo, eu chorava, minha amiga chorava, foi um drama total. Cada minuto parecia durar horas, até que quase 10 minutos depois de tanto sofrimento decidiram me levar ao hospital, ninguém suportava mais aquela situação. Cheguei na recepção da clínica e enquanto chorava e esperava, comecei a sentir o alívio. E agora? Com que cara vou entrar na sala do médico? O que vou dizer? Que vergonha!

A magia do comprimido era quase inacreditável. Um único comprimido, 500mg de uma composição poderosa, quando fazia efeito era como se nada, absolutamente nada tivesse acontecido! Contei para os meus amigos que aquilo já havia acontecido antes, mesmo assim ficaram preocupados comigo por um bom tempo. Voltei pra casa normalmente, continuei minhas atividades cotidianas, e tudo ficou muito bem!

Até que seis meses depois... (continua)

Clique aqui para ler a PARTE 4

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eu vou morar nas Filipinas

Por que vou para o Peru?

Diário Camboja: Um flash de corrupção em Phnom Penh